Junte-se a mais de 4.200 pessoas

Junte-se a mais de 4.200 pessoas

Se inscreva e receba conteúdos exclusivos e com prioridade sobre engenharia

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Prêmio por produtividade, como usar a seu favor

Prêmio por produtividade, como usar a seu favor

Você sabe a diferença entre hora extra, adicional noturno e prêmio por produtividade (hora prêmio). Neste post vamos falar um pouco sobre cada uma delas.

Em obra é muito comum ouvir falar nesses tipos de remunerações, e as vezes acaba gerando dúvidas a respeito de cada uma delas.

Se você trabalha na área de planejamento ou está a frente da obra, é muito importante saber as diferenças de cada uma delas e também quando utilizá-las.

Diferença entre hora extra, adicional noturno e prêmio por produtividade

A primeira diferença que podemos anotar é com relação ao custo. Cada uma delas tem um custo diferente que é resultado dos cálculos abaixo:

Cálculo Hora Extra:

Ela tem uma variante, se for durante a jornada normal de trabalho (segunda à sábado) é acrescido 50% ao valor de sua hora, se for em dias de feriados  e domingos é acrescido em 100% do valor da hora comum.

O cálculo é simples:

Hora Extra adicional 50% = salário por hora x 1,50 x quantidade de horas extras

Hora Extra adicional 100% = salário por hora x 2,00 x quantidade de horas extras

Para saber o seu salário por hora basta dividir o seu salário pela sua quantidade de horas trabalhadas no mês.

Cálculo Adicional Noturno:

O adicional noturno é um acréscimo de 20% sobre as horas trabalhadas no período das 22:00 as 5:00, sendo elas horas extras ou comum (em caso de jornada noturna).

Um detalhe importante é que o cálculo é feito sobre a hora extra e não somado ao valor da hora extra.

Ou seja, a porcentagem é 20% sobre o valor da hora extra e não 70% sobre o valor da hora comum, ok?

O cálculo fica assim:

Para um profissional com jornada noturna = hora normal x 1,20 x quantidade de horas trabalhadas

Para adicional a hora extra noturna = (hora normal x 1,50 ) x1,20 x quantidade de horas extras

Cálculo de Prêmio por produtividade:

O prêmio por produtividade pode ser feito de diversas formas, a mais comum na obra é a chamada hora premio, onde é pago um valor de “x” de horas prêmios pela execução de uma tarefa.

O calculo se baseia no valor da hora normal  x quantidades de horas prêmios ofertadas.

Por exemplo, uma tarefa que levaria 2 dias para ser executada em circunstancias normais, você pode oferecer para o funcionário ou equipe 4 horas premios se for executado em apenas 1 dia.

Ou seja, tivemos diversas vantagens, observe abaixo:

  • Economizamos com horas extras pois a tarefa será executado dentro do horário normal de trabalho;
  • Adiantamos em 50% do prazo final da tarefa;
  • O funcionário ficou satisfeito pois será remunerado pela tarefa sem precisar ficar até mais tarde trabalhando
  • E se formos mais a fundo e verificarmos o custo analítico da tarefa, podemos observar que se tínhamos estimado 16 horas de trabalho para conclusão da tarefa e mesma foi concluída em 12 horas (8 horas efetiva de trabalho + 4 horas prêmios pela produtividade), tivemos inclusive economia financeira.

Os cuidados que devem ser tomados com prêmio por produtividade

Como você viu a composição de quantas horas prêmios pagar por uma tarefa é simples, mas devemos tomar alguns cuidados para não prejudicar a obra.

Primeiro: Você tem que ter bem definido quanto tempo o funcionário levaria para cumprir a tarefa sem o incentivo da hora premio.

Segundo: Adiantar essa tarefa vai impactar na entrega final da minha obra? Quem trabalha com planejamento sabe que uma tarefa não crítica não tem necessidade de ser adiantada.

Terceiro: Verifique o seu custo da tarefa em sua composição de preço unitário para não estourar o seu custo da obra.

Quarto: Não vire refém da hora premio, o excesso de incentivo desestimula o funcionário a produzir, ou seja acabará produzindo menos que o normal para receber o premio por algo que já conseguiria produzir em condições normais.

Quinto: Não ofereça um premio por uma tarefas impossíveis de ser executadas no prazo determinado. E deixe claro que o premio é por tarefa concluída e não por tarefa “quase pronta”.

Bom, o premio por produção pode ser uma excelente alternativa para sua obra em diversos aspectos.

Mas se não for analisado com cuidado pode gerar um grande impacto negativo no final da obra.

 

Faça parte de nossa comunidade

Faça parte de nossa comunidade

Receba gratuitamente nosso conteúdo com exclusividade!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Eduardo Freitas
Eduardo Freitas

Técnico de Planejamento de Obras, com mais de 10 anos de experiência na área de engenharia de custos, tenho intuito de compartilhar conhecimentos de forma simples enquanto mantenho meu vício em café.

1 Comentário


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *