Junte-se a mais de 4.200 pessoas

Junte-se a mais de 4.200 pessoas

Se inscreva e receba conteúdos exclusivos e com prioridade sobre engenharia

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Plano de Ação: Como elaborar da forma certa

Plano de Ação: Como elaborar da forma certa

Para criar um plano de ação para recuperação do prazo de sua obra é necessário identificar duas coisas:

  • Quais as tarefas que estão em atraso;
  • Porque essas tarefas estão em atraso.

Somente com essas respostas é possível criar um plano ação que funcione.

O atraso em sua obra pode ser proveniente de diversos problemas, como mão de obra inferior ao necessário, interferências encontradas, planejamento incorreto entre diversas outras.

Mapeando quais tarefas e por qual motivo estão atrasadas vai te ajudar a criar um plano de ação que realmente funcione.

Abaixo vou listar alguns passos essenciais para que você consiga na prática montar o seu plano de ação.

Identificando as tarefas em atraso

Primeiro temos que entender que a obra não atrasa sozinha. Para o prazo final prorrogar é necessário que uma ou mais etapas importantes da obra atrasem, e para essas etapas atrasarem é porque as tarefas não conseguiram cumprir o prazo estimado para elas.

E como identificar as tarefas que estão em atraso para criar o plano de ação?

A primeira coisa é ter em mãos um cronograma macro ou detalhado de sua obra. Caso você não tenha, esse é o primeiro motivo de sua obra está atrasada, pois o que não se mensura não se mede.

Ou seja, se você não detalhou as atividades não tem como identificar qual a tarefa que está gerando atraso.

Com o cronograma macro em mãos você deve identificar as tarefas críticas (tarefas que não tem margem para atraso).

Após identificação das tarefas críticas verifique qual tarefa não cumpriu o planejado na linha de base, anote o nome da tarefa, o inicio e fim da linha de base (planejado) e do previsto.

Identificando o motivo do atraso da obra

Após identificar quais a tarefas estão em atraso em seu cronograma, agora é o momento de acharmos o motivo pelo atraso.

A tarefa não iniciou na data prevista ou não terminou?

Se ela não iniciou então o  problema pode estar na tarefa que antecede ou algum impeditivo para iniciar a tarefa.

Agora se a tarefa inicio na data prevista mas não concluiu a pergunta a ser feita é se o prazo estimado é executável ou temos que replanejar o prazo? Ou não concluiu por motivos que não temos controle como chuva ou interferência?

Dica: No seu planejamento sempre considere perda de produtividade por causa de chuva, alguns sites como o climatempo mostram o histórico de chuva nos últimos anos em determinadas regiões.

Abaixo listei os principais motivos para o atraso de obra para te ajudar a fazer a pergunta certa.

  • Excesso de chuva;
  • Interferência não prevista;
  • Atraso na entrega de materiais;
  • Demora no fechamento de serviços empreitados;
  • Baixo volume de mão de obra (quantidade inferior ao necessário)
  • Erro na estimativa de prazo de execução da tarefa;
  • Demora na liberação de frente de serviço;
  • Alteração do escopo ou metodologia de trabalho

Como criar um plano de ação

Com as informações coletadas nas etapas anteriores, agora fica bem mais fácil de montar o plano de ação.

Porém um plano de ação tem que ser efetivo, conter clareza nos pontos que estão em atraso e também nas soluções que serão submetidas. E o principal, executa-lo exatamente como planejado.

Pois de nada adianta você saber o que precisa ser feito, montar uma estratégia e não executa-la no prazo previsto não é?

Abaixo listei as informações que devem conter no seu plano de ação:

  • O que buscamos com o Plano de Ação de uma forma geral?
  • Quais atividades estão em atraso.
  • O que deve ser feito para recuperar o prazo?
  • Quando será feito (calendário das atividades a serem executadas)
  • Listar as ações a serem feitas e de quem é a responsabilidade
  • Qual valor para executas as atividades necessárias (caso a responsabilidade pelo atraso não seja sua)
  • Existe alguma consequência ou plano B?

Elaborar um plano de ação é essencial para conseguir cumprir metas, muitas vezes o mesmo é exigido até mesmo pelo próprio cliente para que o mesmo seja convencido através de dados que a obra conseguirá recuperar o prazo.

Caso você tenha interesse eu posso disponibilizar o modelo que uso para apresentação do plano de ação para clientes.

Comenta aqui embaixo o que achou, aproveita e envia esse post pro seu colega que vive de cabelo em pé por causa de atraso em obra.

Faça parte de nossa comunidade

Faça parte de nossa comunidade

Receba gratuitamente nosso conteúdo com exclusividade!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Eduardo Freitas
Eduardo Freitas

Técnico de Planejamento de Obras, com mais de 10 anos de experiência na área de engenharia de custos, tenho intuito de compartilhar conhecimentos de forma simples enquanto mantenho meu vício em café.

2 Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *